Maior ataque informático deixou a Net lenta pelo mundo





Grupo anti-spam colocou um alojador de sites na sua lista negra e este retaliou com um ataque que atingiu a Net pelo mundo
Uma "guerra" entre um grupo de anti-spam e uma empresa de alojamento de sites acabou por atingir uma estrutura central da rede, tornando serviços populares como o Nextflix significativamente mais lentos, assim como sítios oficiais governamentais, de bancos ou de empresas, naquele que os especialistas já apelidam do "maior ataque informático de sempre".
Segundo a BBC, as autoridades já estão a apurar responsabilidades, depois de vários serviços de Internet terem ficado congestionados com spam [conteúdos não solicitados, enviados em massa]. A "briga" começou quando o Spamhaus, grupo anti-spam sediado em Londres e Genebra, adicionou a Cyberbunker, empresa holandesa que aloja sites, à sua "lista negra", depois desta última só se comprometer a filtrar conteúdos alusivos a pornografia e terrorismo.
Um responsável da Spamhaus frisou ao New York Times que, depois dessa fricção, o grupo anti-spam foi alvo de um múltiplo ataque de mensagens não solicitadas que quebrou o seu serviço de proteção. O ataque acabou por tornar vários sites lentos ou mesmo inacessíveis pelo mundo.
A empresa Cyberbunker já veio descartar-se de culpas. Mas um dos seus elementos criticou publicamente a Spamhaus. "Ninguém deu um mandato à Spamhaus para determinar o que anda e não anda na Internet. É abuso de poder", frisou Sven Olaf Kamphuis.

Google+ Followers